domingo, dezembro 27, 2015

Melhores Livros Que Li Em 2015

Lendo

Eu sei que listas no começo/fim de ano são um clichê, mas o que seria da vida sem listas? Principalmente: o que seria dos desorganizados e esquecidos como eu sem listas? Então trago mais uma lista e dessa vez a das minhas melhores e quase ou totalmente underground leituras do quase finado 2015. Será que teremos alguma leitura em comum?Colocarei os vídeos resenha de alguns ou se preferir pode ir canal youtube.com/eutentoler. (só o ultimo livro que vou colocar como a melhor leitura do ano, os outros não tem ranking)


O Coração dos Hérois - David Malouf

David Malouf
Quando todos acreditavam que as chamas que engoliam Troia eram o pior a se esperar, eis que Aquiles, possuído pelo desejo de vingar a morte de seu tão estimado Pátroclo, mata Heitor e arrasta seu corpo durante onze dias em sua carruagem, perto das muralhas da cidade. Nenhum grego - ou troiano - ousa impedir o feito, a não ser o pai de Heitor, Príamo, rei de Troia, que precisa se despir de seu orgulho e grandeza e se dirigir ao território inimigo a fim de resgatar o corpo do filho.
Um poderoso romance sobre a guerra de Troia, em que os humanos são muito mais que joguetes nas mãos dos deuses e no qual os sentimentos disputam acirradamente o domínio sobre o coração de cada grande guerreiro em campo de batalha.
Editora: Leya / ISBN: 978-85-8044-292-2

Sangue Azul - Harold Robbins/Junius Podrug

Harold Robbins
Mais um grande livro com a assinatura do mestre Harold Robbins. A princesa de Gales não passava de uma simples plebéia até ser escolhida como a futura rainha. O casamento real foi uma sensação, transmitido via satélite para o mundo inteiro. Mas após cinco meses de união, o conto de fadas desmorona. Humilhada pelo marido - o herdeiro do trono britânico -, a princesa acaba o assassinando. Ela então atravessa o Atlântico, em busca de Marlowe James, advogada famosa por sua defesa veemente contra mulheres atormentadas pelos companheiros. As duas então devem lutar para defender a honra de uma mulher injustiçada, enfrentando a hipocrisia que cerca família real.
Editora: Record (Fora do Catalogo) / ISBN: 978-85-0108-471-2

O Projeto Rosie - Graeme Simsion

Graeme Simsion
Perto de completar 40 anos, o peculiar professor de genética Don Tillman havia desistido do amor. Para acompanhar sua rotina severamente cronometrada, com esquema de refeições padronizadas, um cronograma para a execução de cada compromisso e lidar com sua falta de habilidade social, só mesmo a mulher perfeita. E ele já sabe como encontrá-la. Ou pelo menos acha que sabe. Ele desenvolve o projeto Esposa Perfeita, um questionário meticuloso que irá ajudá-lo a selecionar candidatas adequadas a seu estilo de vida. Mas quando Don conhece a jovem Rosie ele descobre que nem tudo na vida pode ser programado... e que o amor pode, de repente, vir a seu encontro.
Editora: Record / ISBN: 978-85-0140-221-9


O Rei de Amarelo - Robert W. Chambers

Robert Chambers
Obra-prima de Robert W. Chambers, "O Rei de Amarelo" é uma coletânea de contos de terror fantástico publicada originalmente em 1895 e considerada um marco do gênero. Influenciou diversas gerações de escritores, de H. P. Lovecraft a Neil Gaiman, Stephen King e, mais recentemente, o escritor, produtor e roteirista Nic Pizzolatto, criador da série investigativa True Detective, exibida pela HBO, cujo mistério central faz referência ao obscuro Rei de Amarelo.O título da coletânea faz alusão a um livro dentro do livro - mais precisamente, a uma peça teatral fictícia - e a seu personagem central, uma figura sobrenatural cuja existência extrapola as páginas.
A peça "O Rei de Amarelo" é mencionada em quatro dos contos, mas pouco se conhece de seu conteúdo. É certo apenas que o texto, em dois atos, leva o leitor à loucura, condenando sua alma à perdição. Um risco a que alguns aceitam se submeter, dado o caráter único da obra, um misto irresistível de beleza e decadência.A edição de O Rei de Amarelo trazida ao Brasil pela Intrínseca reúne, além dos contos do Rei, seis outros que alternam entre o sobrenatural e a realidade, em épocas e geografias diferentes. A introdução e as notas do jornalista e escritor Carlos Orsi, um dos autores publicados na antologia americana Rehearsals of Oblivion, clássico tributo a Robert W. Chambers, ajudarão novos leitores a mergulhar na bem construída mitologia do autor.
Editora: Intrínseca / ISBN: 978-85-8057-513-2

A Rainha dos Condenados - Anne Rice

Anne Rice
Lestat, o roqueiro diabólico, o perversor apresentado em "Entrevista com o Vampiro", lança sua autobiografia e um disco terrível. Pior: não contente, resolve ainda promover um show em que o tema principal é o proibido: a verdadeira origem dos vampiros e todo o peso da maldição que os acompanha.
Em "A Rainha dos Condenados", a escritora americana Anne Rice retoma os personagens que a tornaram famosa e faz o livro de maior suspense e densidade de suas Crônicas Vampirescas. Aqui, há vampiros para todos os gostos. Jovens e delinquentes, como Baby Jenk, da Gangue das Garra, românticos como Armand e Daniel, estudiosos como Jesse, que investiga para a organização conhecida como Talamasca, a história desses seres estranhos, imortais misturados entre mortais, para quem sangue, sexo e morte são elementos indissolúveis do dia a dia.
Editora: Rocco / ISBN: 85-3250-031-5


Pense - David Lodge

David Lodge
Escrito por um dos mais importantes autores da literatura européia contemporânea, este romance é um inteligente, desafiador e divertido retrato das relações-- amorosas, intelectuais,eróticas -- humanas. Duas pessoas de temperamentos radicalmente opostos encontram-se no campus da tradicionalíssima Universidade de Gloucester.
Editora: Best Seller / ISBN: 85-7123-767-0

sexta-feira, dezembro 25, 2015

12 Livros Que Quero MUITO Ler Em 2016


Nessa lista vou colocar os livros em que eu guardo uma expectativa maior para ler, claro que pretendo ler bem mais que esses até porque a lista inicial era pra ter apenas dez e acabei acrescentando mais e a maioria eu já tenho =), mas são livros de autores e personalidades que eu gosto, vamos a lista que não segue ordem:

1. Dom Quixote de la Mancha - Miguel de Cervantes Saavedra

Dom Quixote de La Mancha (Don Quijote de la Mancha em castelhano) é um livro escrito pelo escritor espanhol Miguel de Cervantes y Saavedra (1547-1616). O título e ortografia originais eram El ingenioso hidalgo Don Qvixote de La Mancha, com sua primeira edição publicada em Madrid no ano de 1605. É composto por 126 capítulos, divididos em duas partes: a primeira surgida em 1605 e a outra em 1615. O livro surgiu em um período de grande inovação e diversidade por parte dos escritores ficcionistas espanhóis. Parodiou os romances de cavalaria que gozaram de imensa popularidade no período e, na altura, já se encontravam em declínio. Nesta obra, a paródia apresenta uma forma invulgar. O protagonista, já de certa idade, entrega-se à leitura desses romances, perde o juízo, acredita que tenham sido historicamente verdadeiros e decide tornar-se um cavaleiro andante. Por isso, parte pelo mundo e vive o seu próprio romance de cavalaria. Enquanto narra os feitos do Cavaleiro da Triste Figura, Cervantes satiriza os preceitos que regiam as histórias fantasiosas daqueles heróis de fancaria. A história é apresentada sob a forma de novela realista. É considerada a grande criação de Cervantes. O livro é um dos primeiros das línguas européias modernas e é considerado por muitos o expoente máximo da literatura espanhola. Em princípios de maio de 2002, o livro foi escolhido como a melhor obra de ficção de todos os tempos. A votação foi organizada pelo Clube do Livro Noruegues e participaram escritores de reconhecimento internacional.
Editora: Montecristo Editora / ISBN: 9781619650152 / Tradução: Antônio Feliciano de Castilho

2. A História do Bando de Kelly - Peter Carey

Peter Carey
A história é escrita em primeira pessoa, com Carey incorporando a identidade de um homem visto tanto como herói nacional quanto criminoso comum -- toda criança australiana cresce ouvindo as aventuras de Kelly e seus camaradas.
Num país famoso por ter começado sua história como uma colônia penal inglesa, Kelly substitui facilmente histórias de princesas e sapos. O autor acompanha a vida de Kelly desde seu nascimento até a sua morte, com apenas 26 anos.
Após sua execução, o verdadeiro Kelly deixou alguns papéis, anotações soltas sobre uma vida de crimes. Misturando esses textos à sua habitual imaginação e talento, Carey compõe um personagem distante da realidade, mas extremamente carismático.
Editora: Record / ISBN: 85-0106-232-4

3. Fragmentos: Poemas, Anotações Íntimas e Cartas de Marilyn Monroe - Marilyn Monroe

Marilyn Monroe
Pouca gente sabe, mas a atriz norte-americana Marilyn Monroe, símbolo universal de beleza e sensualidade, era uma leitora ávida: consumia de tudo, inclusive alta literatura (o que inclui Gustave Flaubert, Samuel Beckett, Joseph Conrad, Ernest Hemingway, Albert Camus e James Joyce). E, como qualquer pessoa que convive com os livros, acabou por escrever seus versos, além de deixar diários e incontáveis cartas. É exatamente esse precioso material, desconhecido do grande público até 2010, que virou um belo livro nos Estados Unidos e na Europa, com retumbante sucesso, agora lançado no Brasil pelo selo Tordesilhas.


Editora: Tordesilhas / ISBN: 978-85-6440-629-2

4. Um Toque de Vermelho - Sylvia Day


Sylvia Day
Da mesma autora de Toda sua, Profundamente sua e Para sempre sua, que já venderam mais de 12 milhões de exemplares e conquistaram todas as listas de mais vendidos, Um toque de vermelho é o primeiro livro da sexy série Renegade angels. Se você se apaixonou por Gideon Cross, vai amar este lançamento. Adrian Mitchell não é um homem qualquer. Além de ser o mais sensual, elegante e charmoso dos seres, ele é também o grande líder de uma unidade de elite de Operações Especiais dos Serafins. Sua missão: controlar vampiros e licanos e manter todo o universo em ordem. No entanto, o seu encontro, depois de quase duzentos anos, com a alma da mulher que ama, no corpo da bela Lindsay, os leva a uma proibida – mas incontrolável – paixão que poderá colocar tudo a perder. “Uma aventura emocionante em um ousado mundo de anjos e demônios... vai deixar os leitores fascinados.” —Publishers Weekly
Editora: Paralela / ISBN: 978-85-6553-029-3

5. Sexo na Casa Branca: Como a vida Privada dos Presidentes e Poderosos Norte-americanos Mudou os Rumos da História dos Estados Unidos e do Mundo - Larry Flynt



Larry Flynt
Muito além do escandaloso caso entre Bill Clinton e Monica Lewinsky, a vida sexual dos presidentes e poderosos norte-americanos, desde o início, teve muito mais influência nos rumos da história do que supõe nossa vã imaginação. Movimentos sociais, políticas governamentais, eleições e até guerras tiveram seus destinos definidos entre as quatro paredes não de salas de reunião, mas de muitas alcovas.
Um mulherengo Benjamin Franklin garantiu assistência militar francesa aos Estados Unidos durante a guerra da independência com seus dotes sedutores. O romance gay entre o presidente James Buchanan e o senador William King, que era proprietário de escravos, estimulou a guerra civil. Relações lésbicas inspiraram Eleanor Roosevelt a empreender uma cruzada pela igualdade de direitos entre os sexos Essas e outras histórias são narradas neste fascinante livro por David Eisenbach, professor de História da Universidade de Columbia, e por Larry Flynt, livre ativista e lendário editor de revistas masculinas e filmes adultos. Nesta obra, eles abrem as cortinas dos quartos da Casa Branca e documentam a verdade de fatos históricos, esclarecendo rumores e suposições que algumas vezes permaneceram inexplicados, mas que tiveram imensas consequências.
Em uma mistura divertida, que vai do sórdido ao romântico, do trágico ao cômico, do excitante ao assustador, estas páginas expõem o lado indecoroso da história e deixam claro como sexo e poder são duas imensas forças indissociáveis que movem o ser humano, para o bem e para o mal, e ditam o destino de milhares de pessoas quando é o futuro de uma nação que está em jogo.
Editora: Gutenberg / ISBN: 978-85-8235-009-6

6. Diários de Andy Warhol - Andy Warhol, Pat Hackett



Esta caixa reúne os dois volumes dos polêmicos relatos de Andy Warhol. De 1976 até sua morte em 1987, Andy telefonava para a escritora Pat Hackett e relatava onde tinha ido, o que tinha feito, quem tinha visto e o que achava de tudo isso.
O relato que começou despretenciosamente, com o passar do tempo transformou-se no diário mais sincero e compulsivo já escrito por uma personalidade deste século.
Editora: L&PM Pocket / ISBN: 978-85-2542-607-9



7. Peter Pan - Peter e Wendy Seguido de Peter Pan em Kensington Gardens - J.M. Barrie



J.M. Barrie L&PM
Quem não conhece o menino que não queria crescer? Peter Pan, Sininho, Wendy, o Capitão Gancho: todos eles estão gravados desde sempre em nosso imaginário. Mas qual é a origem desses personagens? O escocês J. M. Barrie (1860-1937) teve a ideia de criar a Terra do Nunca quando conheceu, em Londres, os irmãos Llewelyn Davies, que logo perderiam pai e mãe. Peter Pan também é, em certa medida, um dos irmãos de Barrie, David, que morreu aos treze anos e passou a ser, assim, o menino que nunca cresceria.
Peter apareceu em livro pela primeira vez em 1902, no romance para adultos The Little White Bird. Dois anos depois, o personagem chegou ao teatro. Em 1906, um trecho de Little White Bird foi publicado com o título Peter Pan em Kensington Gardens. Em 1911, Barrie fez da peça o romance Peter e Wendy. São essas as duas narrativas de Peter Pan - Peter e Wendy seguido de Peter Pan em Kensington Gardens, em nova tradução. São histórias incrivelmente divertidas e tocantes, por vezes sombrias, de grande força literária, que lidam com temas como o escapismo, a crueldade, a sexualidade, a morte, além de abordar com muita sensibilidade a passagem do tempo e a perda da inocência. Elas podem ser lidas incontáveis vezes, por adultos e crianças, sem jamais perder o encantamento.
Editora: L&PM Editores / ISBN: 978-85-2542-076-3

8. Clímax - Chuck Palahniuk



O mesmo autor de Clube da Luta apresenta um retrato afiado do feminismo, do prazer sexual e do apocalipse do marketing em uma nova narrativa sobre as psiques desconjuntadas de homens e mulheres contemporâneos. Penny Harrigan é uma jovem recém-formada em Direito que trabalha no maior escritório de advocacia de Manhattan. Vinda do meio-oeste, ela mora em um apartamentinho no Queens com duas colegas e há tempos não tem nem sinal de vida amorosa. Por isso, imagine o choque que leva quando C. Linus Maxwell – ou “ClíMax”, o megabilionário famoso por casos com as mulheres mais lindas e cobiçadas do planeta – a convida para jantar? Pois ele não só a leva ao restaurante mais badalado de Nova York, como também a uma cobertura em Paris onde, caderneta à mão, começa a conduzi-la por dias e dias de ápices insonháveis de prazer orgásmico. Vai reclamar? Sim: Penny descobre que é a cobaia na etapa final de pesquisa e desenvolvimento da Beautiful You, uma linha de apetrechos sexuais que serão vendidos às mulheres do mundo todo numa cadeia multinacional de lojas. Milhões de mulheres fazem fila para abastecer-se do catálogo de aparelhinhos, tão potentes e eficazes que, por todo o globo, elas chegam em casa, trancam-se no quarto e não saem mais – a não ser quando precisam de pilhas. Alguém precisa deter o plano de Maxwell de dominar o mundo usando o prazer erótico. Mas como? “Chuck Palahniuk anda com sexo na cabeça (...) Mas não estamos falando de 50 Tons de Cinza. Clímax é praticamente um dedo do meio para a mommy porn e para a fama do erotismo moderno – e, ao mesmo tempo, uma sátira esperta sobre misoginia, fama, moda, autoajuda e ciência.” – USA Today “Palahniuk continua a extrapolar os limites nesta sátira sobre sexo e consumismo.” Publishers’ Weekly “Surpresa e diversão genuínas.” – The Times
Editora: Leya / ISBN: 978-85-4410-263-3

9. Snuff - Chuck Palahniuk



O polêmico Chuck Palahniuk está de volta com um romance incendiário, sobre desilusões, solidão e busca por afeto em um cenário insólito: os bastidores da indústria de cinema pornográfico. A profusão de descrição das atividades sexuais dos atores e figurantes, que aguardam a vez de contracenar com uma lendária estrela de filmes pornográficos, no entanto, é apenas o pano de fundo das revelações que a trama oferece, contada por diferentes personagens.
Com maestria narrativa, Palahniuk encadeia as histórias de vida de figuras que estão a um passo da linha da miséria psicológica. O tema do livro é inspirado no recorde estabelecido em 1995 pela atriz Annabel Chong, que se relacionou com 70 homens ao longo de dez horas.
Com doses de ironia e escatologia características do autor, Snuff faz uma crítica contundente à sociedade contemporânea, em que a falta de escrúpulos ultrapassa as barreiras amorosas e os laços familiares.
Editora: Rocco / ISBN: 978-85-3252-577-2

10. O Silêncio das Montanhas - Khaled Hosseini



O Silêncio das Montanhas traz como protagonista os irmãos Pari e Abdullah, que moram em uma aldeia distante de Cabul, são órfãos de mãe e têm uma forte ligação desde pequenos. Assim como a fábula que abre o livro, as crianças são separadas, marcando o destino de vários personagens.

Paralelamente à trama principal, Hosseini narra a história de diversas pessoas que, de alguma forma, se relacionam com os irmãos e sua família, sobre como cuidam uns dos outros e a forma como as escolhas que fazem ressoam através de gerações. Assim como em O Caçador de Pipas, o autor explora as maneiras como os membros sacrificam-se uns pelos outros, e muitas vezes são surpreendidos pelas ações de pessoas próximas nos momentos mais importantes.

Segundo o próprio Hosseini, o novo título "fala não somente sobre a minha própria experiência como alguém que viveu no exílio, mas, também sobre a experiência de pessoas que eu conheci, especial os refugiados que voltaram ao Afeganistão e sobre cujas vidas tentei falar tanto como escritor quanto como representante da Organização das Nações Unidas. Espero que os leitores consigam amar os personagens de O Silêncio das Montanhas tanto quanto eu os amo".

Seguindo os personagens, mediante suas escolhas e amores pelo mundo - de Cabul a Paris, de São Francisco à Grécia -, a história se expanda, tornando-se emocionante, complexa e poderosa. É um livro sobre vidas partidas, inocências perdidas e sobre o amor em uma família que tenta se reencontrar.
Editora: Globo Livros / ISBN: 978-85-2505-408-1

11. Homens, Mulheres & Filhos - Chad Kultgen



Homens, mulheres & filhos é a melhor obra de ficção já escrita sobre a sexualidade de adolescentes e adultos em tempos de Internet. O autor cria uma rede de personagens que levam vidas comuns e aparentemente normais, mas, no fundo, repletas de neuroses, fraquezas, pudores, perversões, inseguranças, ingenuidades, e cujo comportamento é influenciado diretamente pela mídia e pelo mundo virtual. O filho obcecado por videogames, a adolescente com mania de magreza, a mãe superprotetora, a filha rebelde, o jovem deprimido, a esposa que não se sente mais desejada, o marido que foi abandonado pela mulher, o pai viciado em pornografia on-line – neste livro fantástico existe um personagem para cada um de nós. Homens, mulheres & filhos abre uma janela para mostrar, de um jeito direto, honesto, às vezes trágico, algumas vezes cômico, como funciona a cultura emocionalmente traiçoeira em que vivemos. Um livro extremamente bem escrito que vai entreter o leitor e, ao mesmo tempo, fazê-lo pensar. • Homens, mulheres & filhos foi adaptado para o cinema e o filme (de mesmo nome) estreia no Brasil em 4 de dezembro. O filme foi dirigido pelo aclamado Jason Reitman e estrelado por Adam Sandler, Jennifer Garner, Emma Thompson, Judy Greer e Ansel Elgort (o jovem ator que interpretou o personagem Gus no filme A culpa é das estrelas). • “Homens, mulheres & filhos é um retrato sem paralelo da política sexual na era das redes sociais. Ele me faz lembrar do primeiro contato que tive com filmes como A primeira noite de um homem e Beleza americana.” – Jason Reitman, diretor de Juno e Amor sem escalas. • “Este livro mostra a solidão em um mundo no qual mensagens de texto no Facebook e chats on-line são considerados formas íntimas de comunicação.” – New York Times
Editora: Record / ISBN: 978-85-0107-069-2

12. Os Insaciáveis - Harold Robbins



Harold Robbins foi um dos mais populares autores norte-americanos de todos os tempos. Agora, a coleção Clássicos do Best Seller apresenta para os novos leitores sua obra mais importante: Os Insaciáveis (The Carpetbaggers, 1961) -- romance erótico que narra a saga de homens e mulheres sedentos de sexo, amor, dinheiro e prestígio. Jonas Cord, piloto e homem de negócios, movido pelo fantasma de um pai tirânico, é o personagem principal de uma história turbulenta e explosiva. Ao lado da sensual estrela de cinema Rina Marlowe, persegue o seu sucesso a qualquer preço. Em seu caminho, amantes, inimigos e concorrentes não são poupados. Cord se aproveita de tudo o que eles podem oferecer em sua escalada inescrupulosa rumo ao topo. Os Insáciaveis descreve a vida, os desejos e ambições dos ricos e famosos com um realismo que marcou época. Um dos romances mais populares da segunda metade do século XX.
ePub baixado no LeLivros

E vocês já fizeram ou pretendem fazer suas listas? Deixem nos comentários, abraços!

segunda-feira, dezembro 07, 2015

terça-feira, outubro 27, 2015

Desgourmetizando termos literários

Minha cara quando vejo alguém falando YA (iai iêi)


As vezes fico confuso me perguntando o que significam alguns termos que vejo leitores/blogueiros/vlogueiros usando para se referir a livros, será que não existem substitutos em português para eles? Foi pensando nisso e nesse post do BuzzFeed http://goo.gl/sFr3yY que resolvi desgourmetizar alguns termos literários, vem comigo conferir!

Será que tem rehab?


Jura que não é livro sobre pintos? 

Porque minha estante fala inglês fluente, bjs.

 Aquele sick-lit do João Verde é massa demais!


E eu achando que era sobre o verão... 

fanfic
Tipo greenliebers?


Nem o iPhone ta cabendo mais no termo. 


YA
É muito difícil falar jovem e adulto, trava a lingua!

Ainda bem que não caiu nada disso no ENEM.



*Figura 4: Doente terminal, depressivo ou suicida.

segunda-feira, outubro 26, 2015

Novembro vai ser o Mês da Literatura Brasileira


Aproveitando que em outubro fiz vídeos especiais de mês do horror resolvi fazer um mês especial com livros de autores brasileiros e a maioria deles são novos talentos, porque parte da magia da literatura é descobrir novos autores, pelo menos pra mim.

Então fiquem ligados lá no Eu Tento Ler no Youtube para acompanhar todos os vídeos e se você ainda não conhece o canal aproveita pra ver o que já rolou por lá, não esqueça de se inscrever e compartilhar os vídeos com seus amigos.

sexta-feira, outubro 23, 2015

Mês do Horror: O Rei de Amarelo - Robert W. Chambers



Eu estava entediado, procurei algo para ler e matar o tempo. Encontrei aquele livro maldito, O Rei de Amarelo. Imediatamente me senti em outra dimensão, algum tipo de universo paralelo, sonho ou pesadelo. Deja-vu, novo mundo e deja-vu. Acompanhado sempre por alguma presença sombria, achei que estava louco, tentei despertar desse pesadelo horrível, mas sempre via aqueles rostos moribundos, decrépitos, como se usassem uma mascara branca. Me vi com uma coroa de ouro e diamantes, que irradiava um brilho cósmico, sabia que em breve o mundo estaria aos meus pés, debaixo do meu manto, curvando-se diante de mim e do emblema amarelo. 

Rafael Davidson



Esse livro é um dos melhores do gênero e inspirou muitos autores como Neil Gaiman, H.P. Lovecraft e Stephen King, além de inspirar a serie True Detective, confira o vídeo e inscreva-se no canal:


domingo, janeiro 25, 2015

Encontrando Machado de Assis

Meu primeiro contato consciente com a literatura

Machado de Assis
Foto retirada do blog http://livros2009.blogspot.com.br


Lembro do dia em que cheguei da escola e me deparei com uma pilha de livros na sala, uma vizinha professora havia dado a minha mãe cerca de cinquenta livros, para minha mãe doar. A maioria eram livros infanto-juvenis de autores brasileiros, esses chamados paradidáticos que são um saco de ler, pela obrigação com a escola. Como qualquer faria, fui ver quais eram aqueles livros, me deparei com alguns em que o título e a sinopse me chamaram a atenção, um deles contava a história de uma menina que desapareceu quando tinha seis anos e alguns anos depois foi encontrada pelo irmão, já com treze anos, sendo obrigada a se prostituir. Infelizmente não lembro o nome desse livro, mas lembro que o que mais me atraiu foi "A cartomante e outros contos", não sei porque me senti atraído por ele, se foi a capa ou a sinopse.

Lembro que li todo em um dia, acho que foi o meu primeiro contato com a literatura em que não era uma obrigação da escola, que era algo que eu podia me orgulhar de ter lido e ao mesmo tempo não poder confessar a ninguém porque eu seria motivo de piada entre os amigos da escola, não sei como é atualmente mas lá pelos anos 2000 e na minha escola, ninguém lia nada além do que a escola exigia e quando lia. Era comum alguns dias antes da prova as pessoas desesperadas procurando resumos e a internet não era assim tão recheada de opções e fontes de download, nem era rápida também.

Não posso dizer se foi a partir disso que tomei gosto pela leitura, mas tenho certeza de que essa foi uma grande contribuição. Tempos depois, minha mãe conseguiu doar todos os livros, não sei dizer pra onde. Porém meu único desejo sempre foi de que aqueles livros também despertassem em outras pessoas o gosto pela leitura.

quinta-feira, janeiro 15, 2015